maio 22, 2017

FAMÍLIA, LUGAR DE PERDÃO

Não existe família perfeita. Não temos pais perfeitos, não somos perfeitos, não nos casamos com uma pessoa perfeita nem temos filhos perfeitos. Temos queixas uns dos outros. Decepcionamos uns aos outros. Por isso, não há casamento saudável nem família saudável sem o exercício do perdão. O perdão é vital para nossa saúde emocional e sobrevivência espiritual. Sem perdão a família se torna uma arena de conflitos e um reduto de mágoas.

Sem perdão a família adoece. O perdão é a assepsia da alma, a faxina da mente e a alforria do coração. Quem não perdoa não tem paz na alma nem comunhão com Deus. A mágoa é um veneno que intoxica e mata. Guardar mágoa no coração é um gesto autodestrutivo. É autofagia. Quem não perdoa não pode adorar a Deus nem ser perdoado. Quem não perdoa adoece física, emocional e espiritualmente. Quem não perdoa é entregue aos verdugos da consciência, aos flageladores da alma.

Quem não perdoa vive atormentado no cárcere da culpa. É por isso que a família precisa ser lugar de vida e não de morte; território de cura e não de adoecimento; palco de perdão e não de culpa. O perdão traz alegria onde a mágoa produziu tristeza; cura, onde a mágoa causou doença; reconciliação, onde a mágoa cavou abismos de ressentimento.

“… perdoai-vos mutuamente… Assim como o Senhor os perdoou, assim também perdoai vós.” Colossenses 3.13

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*